>A Paz que trago

>

A Paz Que Trago Em Meu Peito
A paz que trago hoje em meu peito é diferente da paz que eu sonhei um dia…
Quando se é jovem ou imaturo, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silêncio e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção.
Todavia, o tempo vai nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a vida nos oferece.
A paz está no dinamismo da vida, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé…
Ter paz é ter a consciência tranqüila, é ter certeza de que se fez o melhor ou, pelo menos, tentou…
Ter paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter serenidade nos momentos mais difíceis da vida.
Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que vêem e boca que diz palavras que constroem.
Ter paz é ter um coração que ama…
Ter paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas água se espreguiçam…
Ter paz é não querer que os outros se modifiquem para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas.
Ter paz é aprender com os próprios erros, é dizer não quando é não que se quer dizer…
Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade…
É ter forças para voltar atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer…
Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências…
A paz que hoje trago em meu peito é a tranqüilidade de aceitar os outros como são, e a disposição para mudar as próprias imperfeições.
É a humildade para reconhecer que não sei tudo e aprender até com os insetos…
É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo.
É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.
É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela.
A paz que hoje trago em meu peito é a confiança naquele que criou e governa o mundo…
A certeza da vida futura e a convicção de que receberei, das leis soberanas da vida, o que a elas tiver oferecido.
Às vezes, para manter a paz que hoje mora em teu peito, é preciso usar um poderoso aliado chamado silêncio.
Lembra-te de usar o silêncio quando ouvir palavras infelizes.
Quando alguém está irritado.
Quando a maledicência te procura.
Quando a ofensa te golpeia.
Quando alguém se encoleriza.
Quando a crítica te fere.
Quando escutas uma calúnia.
Quando a ignorância te acusa.
Quando o orgulho te humilha.
Quando a vaidade te provoca.
O silêncio é a gentileza do perdão que se cala e espera o tempo, por isso é uma poderosa ferramenta para construir e manter a paz.

17 comentários

  1. Sylvia said,

    Dezembro 4, 2009 às 8:02 pm

    >Nessas situacoes, eu recorro a musica. Ha sempre uma musica para tudo e em tudo. Adorei a tua Paz. Beijos.

  2. Dezembro 5, 2009 às 12:24 am

    >Oi SylviaNaqueles momentos que voce mais precisa, a musica realmente tem o poder de te elevar para um estado paz.Um grande beijoJulimar

  3. angela said,

    Dezembro 5, 2009 às 12:54 am

    >Linda mensagem e o silencio é uma enorme ferramenta para a paz.beijos

  4. Dezembro 5, 2009 às 2:09 pm

    >Olá! Julimar!adorei seu blog! Estarei por aqui mais vezes!Um enorme abraço fraterno.Adriana Pimentel

  5. Jorge said,

    Dezembro 5, 2009 às 3:36 pm

    >Juli, meu Anjo,disse tudo da paz íntima.Se seguirmos este roteiro, simplesmente deitaremos a cabeça no travesseiro e sonharemos o sonho dos justos.Meu carinho, sempre, Juli,Jorge

  6. Arcanum said,

    Dezembro 5, 2009 às 8:49 pm

    >Julimar.Verdade, verdade, verdade.Este é o modelo a se seguir, se quisermos exercitar a paz.Bjs e um bom fim de semana (e começo da próxima também).Paulo

  7. Dezembro 5, 2009 às 11:17 pm

    >Julimar,Gostei muito do texto e a seguinte frase me fez refletir: "É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.". Acredito que o mais difícil pra mim é aceitar o que não pode ser mudado, mas com tempo estou aprendendo que se não posso mudar algo posso ao menos contribuir para melhorar e dar um sentido melhhor para tudo!Grande abraço,Fernando.

  8. Jorge said,

    Dezembro 6, 2009 às 1:23 am

    >Julimar,Tem um novo selo prá vc!!Beijo,Jorge

  9. JR said,

    Dezembro 7, 2009 às 4:23 am

    >Ter paz é dizer Não ,mesmo quando o outro espera um Sim .Tive esta experiencia recentemente e já adotei este lema na minha vida daqui pra frente e a paz aos poucos está retornando na minha alma.Obrigada amiga pela visita em apoio ao nosso nucleo e parabens pela bela matéria ,que me fez ratificar minha nova versão para 2010.Abraços carinhosos

  10. Dezembro 7, 2009 às 11:15 am

    >Oi Angelaobrigada pela visita sempre carinhosaNão existe um Caminho para a PAZ. A PAZ é o CaminhoUm grande beijo e boa semanaJulimar

  11. Dezembro 7, 2009 às 11:17 am

    >Oi AdrianaObrigada pela visita, vai ser uma alegria te-la sempre por aquiBeijosJulimar

  12. Dezembro 7, 2009 às 11:17 am

    >Oi meu amigo JorgeA paz não é um estado primitivo paradisíaco, nem uma forma de convivência regulada pelo acordo. A paz é algo que não conhecemos, que apenas buscamos e imaginamos. A paz é um ideal.Hermann HesseObrigada pelo carinho de semprebeijosJulimar

  13. Dezembro 7, 2009 às 11:19 am

    >Paulo,segundo Dalai Lama"Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada ação que você executa permite que essa decisão se torne efetiva dentro de seu coração."Boa semana e muita luzJulimar

  14. Dezembro 7, 2009 às 11:21 am

    >Oi FernandoA paz é igual a uma grande roda humana, enquanto todos estiverem de mãos dadas, as armas estarão no chãoUm grande abraço e boa semanaJulimar

  15. Dezembro 7, 2009 às 11:24 am

    >Oi querido JorgeObrigada por mais um selinho, irei buscá-lo para por na minha galeria beijosJulimar

  16. Dezembro 7, 2009 às 11:26 am

    >Querida amiga JRsaudades…Tem um pensamento chines que deixo aqui prá voce:Deus sempre nos dá conforto em meio à tristeza, paz em meio à tempestade, estabilidade em meio às mudanças, perdão em meio ao pecado e amor em meio ao odio.Um grande beijo e boa semanaJulimar

  17. Cris Tarcia said,

    Dezembro 10, 2009 às 12:53 pm

    >Cada dia vamos aprendendo a caminhar nessa vida e a levar paz em nossos coraçõesBeijos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: