>Você tem medo de quê?

>Medo

Você tem medo de quê?
De dizer não para aquela pessoa querida mesmo sabendo que o sim significa problemas no futuro?

Você tem medo de quê?
De admitir que se enganou com uma pessoa, que errou na dose do sentimentalismo e fechou os olhos para a realidade que todos viam?
Aceitar que o fim de um relacionamento já chegou há muito tempo e você, só você insiste em manter as aparências?

Você tem medo de quê?
De alar para a família e os verdadeiros amigos o quanto os ama e, por isso, fica calado imaginando que todo mundo sabe disso?
De perder o emprego medíocre e, por isso, se submete a tirania de um local que você não se sente bem?

Você tem medo de quê?
De aceitar que seu atual estado é reflexo apenas dos seus atos, das suas atitudes, algumas vezes impensadas e feitas de pura ansiedade…

Você tem medo de quê?
De sair da capa de vítima e encarar de frente seus sonhos, suas necessidades e descobrir que pode realizá-los?
De questionar velhos conceitos e mudar tudo para viver melhor?

Você tem medo de quê?
De aceitar que Deus existe e que nos pede ação sempre, trabalho sempre, boa vontade sempre, perdão sempre, amor sempre.
Não tenha medo de ser feliz, arrisque-se, aventure-se.

Caiu?
Levante-se.
Errou?
Comece de novo.
Perdoe sempre.
Esqueça o que passou, construa o hoje, viva o hoje.
Ame-se sempre!

8 comentários

  1. Janeiro 13, 2010 às 7:53 pm

    >Ju, linda!Eu tenho medo de ter medo… e só… o demais a gente aprende a lidar!Beijos, flores e muitos sorrisos!

  2. Janeiro 13, 2010 às 11:51 pm

    >sabias palavras…lindas tambem (:

  3. Uman said,

    Janeiro 14, 2010 às 12:49 am

    >Juli,o medo, quando "normal", faz parte do nosso ser. Ele é a defesa natural da sobrevivência, um isntinto desenvolvido de priscas eras.A questão, hoje, é o medo que trava o nosso caminho. Alimentar o medo é não nos permitir encarar a vida de frente. Mas isso também tem a ver com falta de confiança em nós mesmos. Não fomos criados para essa vida que entorpece a visão, que vicia o hábito ruim, que arrasa a nossa frágil vontade; enfim o medo é paralisante.E também é a grande chance, se ligados a Deus, de superar o medo excessivo, através de um árduo trabalho interior de reforma, contínua e perseverante.Nada melhor que conseguirmos olhar a vida, mesmo que na tempestade e manter a serenidade porque confia e compreende!Um beijo, de coração,Jorge

  4. Cris França said,

    Janeiro 14, 2010 às 10:12 am

    >Linda mensagem, as vezes nos encolhemos, mas a coragem sempre volta. bjs

  5. Janeiro 14, 2010 às 11:18 am

    >querida CarmenNossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.William ShakespeareUm grande beijoJulimar

  6. Janeiro 14, 2010 às 11:19 am

    >Oi Francisco NeryQuantas coisas perdemos por medo de perderUm grande beijo e obrigada pela sua visitaJulimar

  7. Janeiro 14, 2010 às 11:23 am

    >Oi meu amigo UmanAprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende.Leonardo da VinciUm grande beijo e sempre é bom te-lo por aquiJulimar

  8. Janeiro 14, 2010 às 11:24 am

    >Querida CrisUm dos efeitos do medo é perturbar os sentidos e fazer que as coisas não pareçam o que são.Um lindo dia e obrigada pela sua visita que sempre encanta o meu cantinhobeijosJulimar


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: