>Tome uma postura coerente com que acredita e professa

>

UMA DEFINIÇÃO NECESSÁRIA

Jesus veio à Terra em um período de grande impiedade e desesperança.

O domínio dos poderosos era cruel e implacável.

Segundo a narrativa evangélica, a palavra e a pessoa de Jesus representaram um lenitivo geral. De repente havia esperança de cura e conforto.

Deus era anunciado como Pai amoroso e sábio, não como um Senhor terrível e vingativo.

Era possível confiar no futuro.Mesmo o presente já se apresentava promissor, com a perspectiva de notáveis curas e transformações.

A canção da paz e da ventura soavam arrebatadoras naqueles lábios puros.O povo ficou ébrio de esperança.

Todos se viam logo adiante saciados, socorridos, alimentados e felizes.Entretanto, não se davam conta da contribuição pessoal que deveriam dar em favor da nova ordem social.

Mas Jesus em tempo sinalizou que a bem-aventurança tinha um preço. Perante a incompreensão geral, disse não ter vindo trazer à Terra a paz, mas a espada.

Que poria em dissensão o filho contra seu pai, a filha contra sua mãe. Que os inimigos do homem seriam os seus familiares.

Que quem não tomasse a sua cruz e O seguisse, Dele não seria digno. Não se há de imaginar o Senhor da brandura e da bondade convertido em um guerreiro infeliz, um vassalo da loucura.

Essas singulares palavras sinalizaram a necessidade de separar-se a verdade da impostura. Elas anunciaram que, em incontáveis famílias, alguns dos membros O amariam, enquanto outros O detestariam.

Jesus lançou ao futuro a advertência de ser necessário preferir Deus a Mamom.

Alertou que o dever e a transparência constituem requisitos indispensáveis para quem deseja a Sua paz.

Deixou claro que a condição de cristão é incompatível com a vivência corrupta e acomodada. O Messias Divino ateou o fogo purificador da verdade, para desespero de muitos.

A linguagem era forte e anunciava um testemunho difícil. A mensagem cristã implica a necessidade de uma definição de rumos. Pelo bem ou contra ele, não sendo possível uma postura de hipocrisia e conivência. A figura de Jesus permanece sedutora e a Sua mensagem segue atual. Incontáveis se afirmam cristãos e anelam pela paz do Senhor.

Entretanto, hesitam no testemunho necessário. Malgrado suas crenças, vivem de forma impiedosa, promíscua e desleal.

O Cristianismo representa a Boa Nova, o advento da paz e da ventura como consequência da vida reta e generosa. Não se trata de um milagre ou de um favor.

Primeiro a criatura se define pelo bem e se esforça para vivê-lo.

A paz e a plenitude surgem como resultado natural.

Pense nisso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: