>Quando as palavras ferem

>

“A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um” Cl 4:6

A Bíblia nos ensina que devemos dosar e medir o que falamos. No muito falar vêm as palavras tolas. A nossa palavra deve ser temperada, sempre analisada antes de sair de nossa boca. Nossa língua tem o poder de destruir os sonhos de um amigo, tem o poder de entristecer o coração de alguém a ponto de causar-lhe sérios danos psicológicos e complexos terríveis pelo resto da vida. A nossa língua revela mais do que pensamos a respeito de nós mesmas. Quase sempre achamos que estamos com a razão, que somos boas o suficiente para dizermos aos outros o que bem queremos, mas isto não é verdade, e mesmo que fosse, não temos o direito de achar que somos mais sábias que os outros: Pv. 3-7 “Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.”

A Bíblia nos dá uma receita de equilíbrio, através da forma como Jesus se dirigia a qualquer um que se aproximasse dele. Ele sempre tinha em sua boca uma palavra de amor e edificação. Jesus cuidava das pessoas, ministrava amor e cura a todos que vinham até Ele. Cristo jamais diminuiu alguém com algum comentário pessoal, nem apontou esse ou aquele defeito de alguém, como muitas de nós fazemos sem o menor remorso. O pior é que e mesmo percebendo que magoamos nosso irmão, não pedimos perdão depois, deixamos pra lá. Muitas pessoas sentem grande prazer em fazer críticas aos outros, acusam ou apontam suas falhas como se aquilo fosse a sua razão de viver. Como podemos receber as bênçãos que tanto pedimos a Deus, se cometemos esta falha horrível contra aqueles com quem convivemos?

Cada vez que entristecemos o coração de alguém com algum comentário, seja ele qual for, acertamos em cheio o coração de Deus também. 1 Pe 3:10 “Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.” Quer um conselho? vá atrás de alguém a quem já magoou com suas palavras e conserte isto o quanto antes. Alegre o coração de Deus com essa atitude nobre.

“Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas diante do anjo que foi erro; por que razão se iraria Deus contra a tua voz, e destruiria a obra das tuas mãos?” Ec 5:6

“Porque quem quer amar a vida, e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano” 1Pe 3:8

“Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.” Mt 5:23

Mulher Cristã

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: